Rogue One: Uma História Star Wars – ★★★★

rogueone_onesheetaE a Disney consegue outra vez. Já está se tornando clichê essa frase nas resenhas da toda poderosa empresa do dono do ratinho mais famoso do planeta. Rogue One: Uma História Star Wars era o projeto mais perigoso da nova empreitada da Saga Jedi de volta aos cinemas. Todos olharam com receio a manchete quando disseram que fariam um spin-off, um derivado, do mundo Star Wars. Não só deu muito certo, como acrescentou tons mais cinzas a paleta Jedi, o que abrirá potenciais portas no futuro da saga.

Um baita parágrafo elogiando, e o filme é 4 estrelas. O longa tem inúmeros acertos, mas há um pequeno problema no roteiro e no desenvolvimento da personagem de Jyn Erso (Felicity Jones), a protagonista. Ela meio que brota na causa rebelde, só pelo fato de ser filha de quem é. Mais tarde, quando precisamos aprofundar as convicções da heroína, elas não soam tão eficientes e arrebatadoras como vimos em Rey, em Star Wars VII – O Despertar da Força. Apesar do grande esforço do roteiro em ter um tempinho para cada um dos rebeldes companheiros de Jyn, fica um gosto de quero mais, em aprofundar os anseios de Cassian (Diego Luna), as motivações da fuga do piloto Bodhi (Riz Ahmed), ou a fé inabalável na Força do guerreiro cego Chirrut (Donnie Yen). São ótimos personagens que mereciam mais tempo para vermos além da causa rebelde. Contudo, diante dos enormes acertos, os escorregões vão passar desapercebido do grande público. As diversas sequências da batalha final, é algo que merece ser visto e revisto por anos a fio.

Outro acerto foi a ausência de Jedi’s, o que não necessariamente quer dizer que a Força não permeie tudo que está ao redor de Rougue One. E quando, finalmente, surge na tela um Jedi e seu sabre de luz, são DELE (em caixa alta mesmo). O maior vilão da história do cinema, dá o ar de sua graça, Sir Darth Vader.

O que torna Rogue One memorável são as delicadezas ao linkar as duas primeiras trilogias, entre Star Wars: Episódio III – A Vingança dos Sith e Star Wars: Episódio IV – Uma Nova Esperança, em torno dos planos para destruir a Estrela da Morte. Os nerds e aficionados com a saga terão orgasmos múltiplos, com as referências. Esses links tornam Rogue One uma história necessária para a saga e, certamente, muda a maneira como enxergaremos, daqui pra frente, o primeiro filme do mundo Star Wars. Só existe Uma Nova Esperança, por conta do esquadrão Rogue One.

O LADO NEGRO DA ALIANÇA – O que, particularmente, me agradou em Rogue One foi perceber que Aliança Rebelde não é tão limpinha como se imaginava. Se George Lucas sempre pintou a dicotomia bem versus mal com o óbvio branco e preto, aqui percebemos alguns tons cinzas na Aliança. O ótimo personagem de Diego Luna, Cassian, é um assassino e coletor de informações à serviço da causa. Como tudo em política, seja aqui na Terra ou na ficção das estrelas, do nosso lado tudo é sempre aceito e permitido, incluindo violência. Quando o outro faz o mesmo, é visto como um transgressor ou um fanático. Saw Gerrera (Forest Whitaker) luta pela mesma causa, mas não é visto como um aliado pela Aliança.

Essa névoa mais obscura abre ótima oportunidades para o futuro da saga, afinal, em breve teremos um outro derivado que vai contar a história do jovem Han Solo. Ele não era nenhum anjo antes de se tornar um herói na saga. É só lembrar: ele era um mercenário. Ando pensando em até fazer um derivado sobre o caçador de recompensas Boba Fett.

Se pensarmos mais profundamente o novo cenário da saga, Kylo Ren, de Star Wars VII – O Despertar da Força, quer dar seguimento ao legado de Darth Vader e até matou o próprio pai para atingir seus objetivos. Já Rogue One tem um final duro, triste, mas necessário. Convenhamos, a Saga Star Wars nunca este tão destinada a ir para o Lado Negro da Força, como agora.

A Autopsia de Jane Doe (2016)
Direção: André Øvredal
http://www.imdb.com/title/tt3289956/
Gilvan Marçal – gilvan@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s